Categorias
Controle Financeiro

Seis ferramentas para você se organizar nas finanças (e uma verdade incômoda sobre elas).

Olá, Carol Stange por aqui para te ajudar com a sua vida financeira e hoje quero falar sobre controle de orçamento, ou seja, aquela coisa de você saber quanto ganha, quanto gasta e para onde vai esse dinheiro ao classificar as despesas por categorias.

Eu sei que muita gente adia tomar as rédeas da própria vida financeira por achar esse o passo mais chato de todos. E eu concordo. Esse mapeamento toma tempo, demanda a criação de novos hábitos e por fim, nos mostra onde estamos errando (e confessar nossos erros financeiros não costuma ser uma experiência exatamente agradável). Mas, para descomplicar todo esse processo e ainda ajudar você a cumprir suas promessas financeiras para 2020, separei alguns dos melhores aplicativos para smartphones e algumas das planilhas mais fáceis e completas de preencher.

Logo após as opções, fiz os “prós e contras” dessas ferramentas e, ao final desse conteúdo, conto uma verdade que pode ser incômoda, mas é preciso que você saiba dela.

Começando pelos aplicativos. Os mais bem votados são:

  1. Organizze:

    Permite gerenciar conta corrente, poupança e investimentos na versão gratuita, adicionando os ganhos e gastos manualmente. Na versão paga, você pode definir metas de gastos e receber alertas das contas a pagar.
  2. Minhas Economias:

    Permite inserir ganhos e gastos de mais de uma conta e categorizar as transações. O aplicativo também tem um “gerenciador de sonhos”, que possibilita estabelecer objetivos e fazer um planejamento de como chegar lá, e ainda monta gráficos e relatórios.
  3. Mobills:

    Permite categorizar despesas e receitas, mas de forma manual, inserindo gasto por gasto e ganho por ganho. Também permite criar um planejamento mensal.
  4. Guia Bolso:

    O mais premiado de todos. Permite sincronizar a conta bancária e analisar, por meio de gráficos, para onde está indo seu dinheiro.


    Agora, vamos as planilhas?

  5. Google Planilhas:

    Muita gente não sabe, mas o próprioGoogle Planilhasoferece alguns modelos prontos de controle financeiro pessoal. Basta preencher os ganhos e gastos e a planilha realiza automaticamente as contas, apresentando um balanço do orçamento anual do usuário, de graça. Quem tem uma conta do Google tem acesso à planilha em qualquer lugar.
  6. B3:

    A nossa bolsa de valores brasileira também disponibiliza uma planilha de Excel para documentar as receitas e despesas, além de investimentos em ações, Tesouro Direto, renda fixa, previdência privada e outras aplicações. Você insere suas informações divididas por meses e categorias e a tabela calcula o saldo. É menos tecnológica que os aplicativos, mas pode funcionar também. Não é preciso entender muito de Excel para usá-la.

Sobre os prós e contras:

Um aplicativo permite que você lance suas despesas de qualquer lugar e que consolide as informações de várias contas correntes em um único relatório, o que facilita bastante a vida quem tem várias contas. Os controles com o cartão de crédito são mais detalhados e os gráficos ajudam bastante na hora de analisar as informações.

Já as planilhas permitem uma personalização infinita nos campos de acordo com o que você precisa ou deseja. Você cria categorias, colunas, formatação, cores… Do jeito que quiser ou preferir.

A hora da verdade:

Depois de tudo isso, você precisa saber de uma grande verdade: mesmo que você use a melhor e mais avançada ferramenta, capaz de atualizar grande parte das informações financeiras de forma automatizada, isso não será capaz de resolver sua vida financeira. O acesso aos detalhes de sua vida é uma coisa; o que você faz com esses dados é outra.

Isso tudo são apenas ferramentas, que, se você não lembrar de que é preciso consumir de forma consciente, que é necessário economizar no dia a dia, que planejar seus gastos futuros é importante e de que guardar dinheiro é um desafio para todos (apesar de ser uma escolha), uma ferramenta pode até ajudar, mas não pode ser a responsável pelo sucesso ou pelo fracasso do seu controle financeiro.

Primeiro se comprometa com mudanças de hábitos, depois escolha a ferramenta, seja ela uma planilha ou aplicativo. O seu comportamento é capaz de garantir a manutenção de todo o processo.

Um aplicativo ou planilha, sozinhos, não são capazes de mudar em nada sua vida financeira.

Um beijo e vejo você no próximo conteúdo!

Até mais!