Como regularizar suas dívidas

Módulo 3 – Como funciona o refinanciamento?

Refinanciamento das dívidas

  • Uma das alternativas para minimizar os efeitos da dívida é buscando um refinanciamento. Quando os juros de uma dívida são muito altos, e você tem dificuldade em arcar com seu custo;
  • Solicitar ao credor a alteração do prazo;
  • Trocar a dívida por uma mais barata (menores taxas de juros);
  • Considere o Crédito Consignado, com as menores taxas de juros do mercado;

Como evitar o problema da dívida no futuro

  • Antes de mais nada: faça seu planejamento financeiro. Volte algumas casas e conheça o nosso curso sobre Como Montar seu Planejamento Financeiro, 100% online e gratuito;
  • Mantenha práticas financeiras saudáveis e torne disso um hábito;
  • Priorize o que é importante para você e o que é supérfluo;

Esse é o Cícero!

O Cícero já precisou quitar uma dívida e por isso ele precisou fazer um empréstimo no banco. Notou que os juros eram altíssimos, fez um comparativo e optou pela troca da dívida tempos depois. Conseguiu quitar sua dívida de forma mais inteligente.

Esse é o Joaquim!

O Joaquim nunca parou para pensar que poderia refinanciar suas dívidas e até mesmo trocá-las por um outro credor que cobre taxas mais acessíveis. Agora ele pode começar a pensar nisso e resolver esse problema financeiro que foi se acumulando ao longo dos meses.

Para colocar em prática!

  • O planejamento financeiro é fundamental. Encontre as ferramentas que vão te auxiliar no processo (planilha, bloco de notas, aplicativos de controle, etc.);
  • Procure não gastar mais do que você recebe;
  • Evite gastos supérfluos;
  • Utilize o empréstimo para conseguir realizar um grande sonho;
  • Fique atento ao tempo e às taxas de juros;
  • Troque dívidas caras por um financiamento mais barato, como o Crédito Consignado;

Curtiu?! Responde aqui e já vai para o Módulo 4 – Regularização para negativados